29 de jun de 2010

Contra a mídia safada, LUTARMADA!

O grupo O Levante, do coletivo LUTARMADA acaba de lançar mais um CD. É o hip-hop contra a injustiça social e a exploração. Denunciando a grande mídia como principal arma dos poderosos.

Nos anos 1980, Chuck D, membro do Public Enemy, disse que o rap era uma espécie de CNN da comuna negra. A proposta era a de que os movimentos de resistência construíssem seus próprios canais de comunicação. Mas, fazer isso é também denunciar e combater a mídia dos poderosos. As CNNs e Globos do planeta.

Desde que foi criado, o coletivo LUTARMADA tem sido fiel a este combate. Faz a denúncia da violência policial, do racismo, da exploração capitalista, dos governos e do estado capitalista. Mas, sempre teve a preocupação de colocar a grande mídia na alça de sua mira. Sabe que ela é fundamental para fazer a cabeça da maioria da população. Em especial, dos que têm pouco ou nenhum acesso à informação crítica. Daqueles a quem a própria esquerda tradicional dá pouca ou nenhuma atenção.

O coletivo adotou um nome que faz parte da realidade das comunidades pobres das grandes cidades. O braço armado do Estado e do crime são uma constante na vida delas. Ainda que quase 100% de sua população nada tenham a ver com polícias e bandidos.

Mas, o nome vem acompanhado de símbolos que explicam tudo. O logotipo do coletivo é uma criança negra lendo um livro. A arma que o LUTARMADA utiliza é o microfone. É também o grafite, a dança de rua. É cada vez mais a formação política, a educação para a luta, recuperando as lições das lutas dos povos de todo o mundo. Dando cada vez mais atenção aos corajosos combates do povo brasileiro.

O novo CD não poderia deixar de reafirmar essas preocupações e é coerente com a denúncia do poder da mídia capitalista. A primeira faixa de Estado de direito. Estado de direita é uma sequência de trechos de noticiários da grande mídia. Sempre mostrando a violência cotidiana da polícia contra os pobres, explorados, negros. Violência quase sempre sustentada e apoiada pelos chamados veículos de comunicação. Nada mais do que aparelhos a serviço da ideologia dominante.

Seguem-se outras músicas, como Faça a revolução ou morra lutando, Rimador radical, Combativo e internacionalista. Elas não deixam dúvidas quanto ao compromisso do coletivo com a luta mais radical. Em Abalando as estruturas globais, a denúncia da Globo, suas mentiras, manipulações, truculência cultural, simboliza a crítica a todo ao poderoso aparato midiático. Mas, em várias outras faixas do CD, o alerta quanto ao terrível papel da mídia empresarial é constante.

Ao mesmo tempo, não escapam à metralhadora de O Levante setores da esquerda que acabam fazendo o jogo do inimigo. É o caso da faixa Partidos Comunistas por Apolônio de Carvalho. Nela, a voz do velho e respeitado revolucionário comunista define os PCs de todo mundo como monumentos de autoritarismo e elitismo. Compostos de membros que se relacionam de forma fria e impessoal, entre eles mesmos e com os explorados.

Em Graças ao hip hop, a voz de Gas-PA explica porque o hip-hop faz a cabeça de muitos lutadores negros e explorados. Trata-se de uma opção de classe. Dizendo não ao crime, à religião como fonte de renda, à vaidade alimentada pelo consumismo capitalista. Dizendo sim à resistência contra o Estado. Usando a poesia, a arte, mas também o panfleto, a passeata, manifestações, o apoio às ocupações urbanas e rurais.

É o hip-hop como “salvação” sem alienação. No lugar da arma de fogo, o microfone incendiário, o livro revelador, a poesia libertadora, belas imagens de luta e resistência estampadas nos muros. É o hip-hop classista e de combate do LUTARMADA!

Como toda mídia alternativa, o coletivo precisa de apoio. Como mídia alternativa combativa, o LUTARMADA merece esse apoio ainda mais. Compre o CD. Contatos: o_levante@yahoo.com.br

Clique aqui e ouça uma das músicas do novo CD: Abalando as estruturas globais

Um comentário:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.